sábado, agosto 04, 2007


eu costumava ser aquele menino idiota
que olha pros dois lados da rua antes de atravessar
e reza pro anjo da guarda antes de dormir
mas que nunca acreditou em papai noel
embora procurasse estrelas cadentes
no meio da noite lá no chão do quintal


imagem de myrna ledesma

6 comentários:

sol disse...

nenhuma criança é idiota por olhar pros dois lados da rua antes de atravessar
nem por rezar todos os dias pro anjo da guarda
criança que é criança nunca deixa de procurar estrelas cadentes no quintal
Psiu...
fale baixinho,
eu já encontrei uma caída escondidinha por trás de uma pedra.
olha
eu nunca acreditei em Papai Noel
mas nunca deixei de acreditar nos sonhos de criança

hfm disse...

lindo menino! e o que eu gosto de estrelas cadentes...

Maria disse...

Que lindo esse menino !!!

ediney disse...

eu também fui um menino destes..com ilusões mas sem crenças

Sérgio Luyz Rocha disse...

...cinge o belo com leveza,
singelo o teu poema...
(devo confessar semelhanças e até amigos imaginários)
Parabéns!!

Rubens da Cunha disse...

eu também...
abraços