domingo, setembro 23, 2007

pra fabíola c.

quando alcanço o fim de tarde com cheiro de sol e de nuvens
que em minhas memórias sobrevive ao ranger do tempo,
estamos nalgum lugar só nosso,
juntos a sorrir-nos o romper da primavera

e mesmo que venham outras estações e envelheçam as esperanças
e murchem as flores e desapareça do céu o vôo das andorinhas
nos abraçaremos naquela tarde poente
anoitecendo o sonho azul que guardamos conosco

2 comentários:

fabíola disse...

Ah!!! Anoitecer nosso sonho azul... Mais flores nasceria e o céu mudaria de cor, porque as andorinhas voltariam atraídas pelas risadas adolescentes.

Maria disse...

Doces lembranças florescendo aqui !!! E a pipoca de arroz rs ?! Beijo